segunda-feira, 20 de julho de 2009

OEA: Insulza é um grande "Soldadinho" Bolivariano


SANTIAGO, Chile - O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, qualificou como "uma loucura que pode custar caro" a permanência do governo de facto de Honduras, dirigido por Roberto Micheletti. "É quase impossível evitar [a violência] e fazer pedidos por calma quando a ditadura pretende se manter no poder", disse Insulza em declarações à rádio Cooperativa.
(O Estado de São Paulo)

Um único comentário meu: Onde está mesmo a ditadura de facto Hondurenha?

1- "Querem se perpetuar no poder" - Ué, mas as eleições estão mantidas, só Zelaya que é um péssimo democrata não entende que democracia é diferente da Venezuela, onde se governe por MPs e plebiscitos, desonerando o maior ícone da democracia: O Congresso Nacional.

2- Que ditadura é esta, onde todos os direitos da população estão preservados?

3- Que ditadura é esta que tem o respaldo constitucional, com apoio do Poder Legislativo e do Poder Judiciário?

4- Que ditadura é esta que já marcou eleições e está chamando uma comissão internacional para acompanhar o que está acontecendo hoje em Honduras?

5- Que ditadura é esta que propõe submeter as Forças Armadas ao Tribunal Superior Eleitoral, para garantir a lisura do pleito?

Ou seja,
É o mais puro conceito de democracia.
A Ditadura Bolivariana de Chaves e seus coletivismos delinquentes não vão se alastrar feito câncer, apesar da OEA atrapalhar bastante, se mostrando um órgão ANTI - DEMOCRATA e como todos do FORO DE São Paulo, não sabem o significado de Estado de Direito!
Insulza : Tu és um grande fanfarrão lambe botas de Chavez. Um verdadeiro canalha!

Um comentário:

  1. Parabens Stenio.

    Concordamos integralmente com você.

    Devemos nos juntar à UNOAMERICA, ao Esclusa, a Graça Salgueiro, ao Clausewitx, todos precisamos estar unidos e dispostos para irmos até Honduras para defender a democracia, não só de lá mas de toda América Latina, já que o Obama está escorregadio.

    Att. Madeiro

    ResponderExcluir