sábado, 8 de agosto de 2009

Curta do Dia


Obama disse que nao dá para "apertar um botão" e botar Zelaya de volta na presidência. Os EUA já cortaram verbas destinadas a Honduras, anunciaram que planejam cortar mais US$ 25 milhões em assistência, além de manter a sua proibição de concessão de vistos diplomáticos a membros do governo interino, mas se recusam a adotar "sanções econômicas sufocantes". Os americanos compram 40,6% das exportações hondurenhas.

Por fim, Obama declarou que é irônico que os países da regiao cobrem pressões dos Estados Unidos quando, até pouco tempo, o que os países do continente mais se queixavam era da interferência americana.



Nenhum comentário:

Postar um comentário