domingo, 9 de agosto de 2009

Itamarati - Nem tudo está perdido...

Chávez, com seu jeitão truculento e virulento, está tentando fazer com que os países da Unesul tenham um "limite ético" para a imprensa. Segundo o Estadão, a idéia do ex-golpista (embora este tipo de gente nunca seja "ex") é fazer com que seja colocado um parágrafo com esta determinação. Vindo de quem vem, sabe-se o que é isso. Mas o que o PoPa achou interessante na notícia, é que o Estadão refere que "segundo um diplomata brasileiro, a sugestão venezuelana causou surpresa, suspeitas e mal-estar nas negociações técnicas, especialmente porque seria impraticável chegar a uma definição de consenso sobre o que é "responsabilidade ética" em um debate sob a tutela do governo Chávez". Resta saber o que pensa Amorim...

Outras bobagens que este povo irá discutir é a tradição do índio boliviano mascar folha de coca e Evo querer instalar isso na carta final. Já conseguiu com o Mercosul algo similar. Ora, é tradição, sim. E daí? O fumo também é tradição e tem muita gente contra ele. O ópio era tradição na China. Se, junto com esta declaração, ele também afirmasse que é crime hediondo contra a humanidade, a fabricação de pasta de coca e seus derivados, seria interessante. Quem sabe, informar a quantidade de indios mascadores e a quantidade plantada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário