terça-feira, 18 de agosto de 2009

A VERDADE: DILMA MENTIU


Brasília - O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Demóstenes Torres (DEM-GO), disse hoje que considerou positivo o depoimento da ex-secretaria da Receita Federal Lina Maria Vieira. Segundo ele, Lina demonstrou estar hesitante, no início da sessão, com medo de ser acusada de prevaricação, mas, depois, ao longo da sessão, diante da provocação de alguns governistas, ela confirmou o teor da reportagem da Folha de S.Paulo. Para Demóstenes, Lina está falando a verdade sobre o encontro com a ministra Dilma Rousseff.

O senador afirmou que não é possível fazer uma acareação na CCJ entre as duas, embora esse fosse o melhor instrumento para tentar esclarecer o episódio. Segundo ele, a CCJ pode, no máximo, convocá-la para falar sozinha. Demóstenes afirmou que não deve pairar dúvidas sobre a ministra Dilma Rousseff, que é virtual candidata à Presidência da República.

Já o senador Wellington Salgado (PMDB-MG), disse que saiu do depoimento na CCJ convencido de que Lina mentiu ao afirmar que Dilma se encontrou com ela para pedir pressa no processo da Receita que envolvia o filho do senador José Sarney. "Como é que alguém tem um encontro e não sabe o dia e a hora, não anota na agenda?", questionou Salgado.

Segundo ele, um simples login para saber o horário em que Lina fez a consulta sobre o processo do filho do senador mostraria a data e a hora. "Estou do lado da ministra Dilma", afirmou Salgado. Ele disse que, no que depender dele, não será votado um requerimento de convocação para que a ministra Dilma também deponha na comissão. "Na minha convicção, esse encontro jamais aconteceu", afirmou Salgado. Ao ser questionado por que Lina teria, então, inventado esse encontro, Salgado respondeu que não pode julgar, porque não consegue entender as mulheres.

veja.com


Em quem nós vamos acreditar???

Na "Doutora"(falsa com nota de 3 reais)????

ACORDA BRASIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário