quinta-feira, 15 de outubro de 2009

O Brasil é uma república federativa, o governo brasiliano retira os impostos dos PIBs estatais e devolve migalhas aos estados federados, com a condição de que eles compartilhem a gestão.
Essa devolução é irrisória, menos de 1/3 do ICMS DEVIDO e leva os estados federados à falência.
Meu pai com 80 anos está morrendo, no Afeganistão do SUS.
impossibilitado de locomover-se devido a um estado avançado de osteoporose, que pressiona seus pulmões.
Deitado num corredor, que parece acampamento de batalha.

Impossibilitado de alimentar-se dignamente, só come nos horários de visitas, quando então o hospital lhe oferece algum alimento e os parentes ajudam a alimentá-lo.
Não há espaço para ficar-se ao lado da cama.
Este idoso que trabalhou na extinta VARIG desde 1950 até meados de 1986, por 35 anos aposentou-se com 15 salários mínimos, hoje recebe 3,5.
Governos fizeram de tudo e de todo possível para quebrar a Varig.
Governos autorizaram a Varig a não pagar o fundo de pensão dos funcionários.

Governos abriram os céus brasileiros às gigantes americanas levando a falência todo o setor aéreo.
Governos fizeram leis para que subjugassem empregados demitidos a não receberem verbas de rescisórias trabalhistas.
Uma ação jurídica que completa quase 20 anos, e que a maioria idosos aposentados da VARIG estão a morrer na penúria e indignidade, nunca é julgada e o acordo pedido pelo presidente que era para sair em 60 dias já extende-se por 8 meses.
Esta república federativa que recolhe tudo dos estados e ainda cobra, saúde e educação, está deixando brasileiros que construíram este país morrer sem DIGNIDADE.
Hospitais que foram orgulho da capital gaúcha, definham pacientes num genocídio parecido com o holocausto alemão, ou um acampamento de guerra afegão.
Onde esconde-se o artigo quinto da majestosa constituição?
Hoje as empresas de planos privados de saúde são sustentadas pelo governo com dinheiro dos nossos impostos.
Ou seja, os funcionários públicos tem atendimento de primeira pagos por aqueles que morrem nas filas do SUS.
Enquanto nossos políticos ganham salários maiores que aqueles pagos na Europa e Estados Unidos, locupletados com benesses que vão até o décimo quinto salário, o trabalhador aposentado morre de inanição, sem receber aumentos justos desde 1989.
Não faço esse desabafo por causa de meu pai, é por todos os pais, todos os idosos que tem um estatuto do idoso de mobília, apenas para dependurar-se acima do fogão a lenha.
Eu aceito o capricho da morte quando a natureza nos chama, mas até elefantes morrem com mais dignidade.
Ver o que vejo, morre-se junto.
Não importa o partido que governe, não importa o tipo de regime político, desde que eles sejam HONESTOS.
Não importa a democracia e a liberdade quando a desonestidade impera nos sentidos telúricos do povo.
Meu avo morreu com esperanças nesse país, meu pai vai-se com as suas esperanças, eu já não as tenho, porque sendo a ultima que morre, vou morrer primeiro que elas, e tenho pena dos meus filhos e netos que hão de vir.
Eu apenas queria que o artigo quinto da constituição fosse cumprido.
ISONOMIA eu quero, eu preciso dela para viver.
É muito duro, assistir.
Você que lê, ou àqueles que lêem essa pernóstica lamúria, não imaginam nem de perto o que foi a VARIG.
Ela tinha serviço médico e dentário de primeiro mundo, tinha supermercado com alimentos sem lucro próprio, bolsas de estudos, financiamento de casa própria, óculos e prótese gratuitas, remédios gratuitos, assistência social.
Esse era o mundo de Ruben Berta.
A VARIG era uma embaixada brasileira nos confins do mundo.
Nenhum socialista de araque, Stalin, Marx, Owen, cosntruiu algo parecido.
Destruído pela desosnetidade humana, e por governos corruptos.
Nem em Cuba encontrar-se-á uma empresa de tal porte.

Aprendam como se destroem empresa centenárias.
Votem e alimentem essas merdas políticas brasileiras.
Depois peguem um camarote igual ao meu e assistam uma tragédia grega ao vivo.
Quando não é a de um amigo ou parente é a nossa.

Bom dia

3 comentários:

  1. belo texto amigo.
    Como médico, ex-SUS, assino embaixo

    ResponderExcluir
  2. O governo brasileiro na verdade éumagrandepiada e de HUMOR NEGRO. Abrçs.

    ResponderExcluir
  3. Em qualquer país sério, haveria intervenção do poder judiciário para cobrar do Ministro da Saúde o que está escrito à respeito na Constituição Brasileira.
    Ele é um genocida indireto, mas tão nocivo quanto qquer outro.
    Muitas pessoas morrem por incompetência gerencial dos SUS.
    Vivi isto na pele.

    ResponderExcluir