domingo, 4 de outubro de 2009

Uma morte a ser investigada!


TÓQUIO, Japão (AFP) - O ex-ministro das Finanças japonês Shoichi Nakagawa, que se viu obrigado a renunciar no início do ano depois de ter aparecido embriagado em uma reunião do G7, foi encontrado morto em casa, em Tóquio, anunciou a polícia.

"Fomos informados de que o ex-ministro das Finanças Nakagawa foi encontrado morto, mas ainda não conhecemos os detalhes", declarou um porta-voz da polícia metropolitana de Tóquio.

Segundo a imprensa, Nakagawa, 56 anos, foi encontrado morto em seu quarto, na residência em que morava no bairro de Setagaya, em Tóquio.

Nakagawa foi derrotado nas eleições de 30 de agosto no distrito de Hokkaido (norte), que havia herdado do pai em 1983. A votação marcou uma grande derrota do Partido Democrático Liberal (PDL), que foi afastado do poder depois de ter reinado de modo quase ininterrupto por mais de meio século na política nipônica.

Em fevereiro, Nakagawa renunciou a cargo no governo do então primeiro-ministro Taro Aso, depois de ter aparecido em estado de embriaguez em uma entrevista coletiva ao fim de uma reunião ministerial do G7 em Roma.

Shoichi Nakagawa, um nacionalista adepto de declarações sensacionalistas, também foi ministro da Economia, Comércio e Indústria e titular da pasta da Agricultura no governo do premier Junichiro Koizumi (2001-2006).


Um comentário:

  1. Eu acredito Stenio que o Ministro nao estava bebado mesmo. Acho que ele foi sicero ao dizer isso. Tanto ele nao estava que nao resistiu a vergonha de ter afastado do cargo que deve ter cometido suicidio. No Japao isso e comum. Eles sao muito retos com a coisa publica. Imagine afastar do cargo por estar bebado. Aqui no Brasil seria uma festa. Duvido que aqui alguem se afastasse do cargo por vergonha e se suicidasse.Aqui nenhum politico corrupto tem vergonha de nada. Mas ele o fez so pela vergonha de encarar seu pais.

    ResponderExcluir