quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

EXTRA - PSDB vai à justiça comum contra Berzoini e Dutra

Calúnia e Difamação


PSDB questiona presidentes do PT na Justiça Comum

Partido considera respeito ao povo ir à Justiça contra o preconceito petista

Brasília (21) - O secretário nacional do PSDB, deputado Rodrigo de Castro (MG), decidiu questionar na Justiça o atual e o presidente eleito do PT, Ricardo Berzoini e José Eduardo Dutra, pelo o que os tucanos consideraram grave preconceito contra o povo nordestino por ambos terem divulgando uma nota na qual consideram o presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE), que é de Pernambuco, um "jagunço".

Ainda na nota, Castro destaca que, além de promoverem o preconceito, os petistas mostram que desconhecem o que é fazer política "com independência, integridade e ter ética por convicção".

A decisão de Castro foi divulgada em nota. Veja íntegra abaixo:

EM RESPEITO AO POVO BRASILEIRO, PSDB VAI À JUSTIÇA CONTRA OS PRESIDENTES DO PT

Por calúnia e difamação, a Executiva Nacional do PSDB vai interpelar, na justiça comum, Ricardo Berzoini e José Eduardo Dutra.

A acusação dos petistas contra o Presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), revela também, grave preconceito contra o povo nordestino. Ao promover o preconceito entre brasileiros, mostram que desconhecem o que é fazer política com independência, integridade e ter ética por convicção.

Defender a verdade, as idéias e os fatos de forma democrática, além de condenar o terrorismo político, é o que tem feito o presidente do PSDB. E o melhor, dentro da lei, do respeito ao dinheiro público e com o objetivo de esclarecer o povo brasileiro contra novas mentiras com objetivos meramente eleitoreiros.

Com tranqüilidade, equilíbrio, sem baixarias e preconceitos, o PSDB vai continuar mostrando à opinião pública brasileira o que é democracia, respeito às idéias e, principalmente, o que é verdade e o que é pura propaganda.

Deputado Rodrigo de Castro

Secretário Geral do PSDB

Brasília, 21 de janeiro de 2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário