sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

É importante que a gente leia...O texto é pequeno


Objetivo Estratégico VI :

d) Propor projeto de lei para institucionalizar a utilização da mediação como ato inicialdas demandas de conflitos agrários e urbanos, priorizando a realização de audiência coletiva com os envolvidos, com a presença do Ministério Público, do poder público local, órgãos públicos especializados e Polícia Militar, como medida preliminar à avaliação da concessão de medidas liminares, sem prejuízo de outros meios institucionais para solução de conflitos.


Vamos "traduzir" essa "inocente" proposta :

Você que estava viajando, chega à sua Fazenda, à seu sítio ou ao seu apartamento, casa de praia e, sem mais nem porque, lá encontra uma turma de "pobres invasores" sem terra e sem teto, aboletados em seu quarto, em sua cozinha, em sua sala!

Calma! Você agora não pode chamar a polícia, ou recorrer à Justiça! E também não pode mais entrar nessa sua propriedade! "Temporariamente", ela tem "novos donos", cobertos pelo "Plano de Direitos Humanos"! Você, agora, é o "sem teto", vai dormir na rua e, eles, são os "novos proprietários", até segunda ordem!

Antes de qualquer coisa, você tem de "marcar uma reunião de negociação e mediação" com esses invasores, para acertarem quem vai sair, quem vai entrar, quem vai ficar! E, evidentemente, sob quais condições!

E a Justiça está PROIBIDA de tomar qualquer atitude (concessão de liminares, etc.) ANTES dessa "equilibrada e justa negociação" entre criminosos e pessoas de bem, como você!

E, se por um destino da sorte, após essa negociação, os invasores concordarem em lhe "devolver" sua propriedade que não mais era sua, mas era deles até a um minuto atrás, evidentemente você vai ter de lhes dar alguma coisa em troca! Negociação é assim: ambas as partes saem ganhando!

Imaginem como será uma "negociação" dessas, com esses criminosos de carteirinha do MST! .

E Lulla, Dilma, Tarso Genro, Franklin Martins, Marco Aurélio Top Top Garcia, Vanucci e todos os PTistas e aliados do Brasil, acham isso um "avanço" em Direitos Humanos" !

Nenhum comentário:

Postar um comentário