domingo, 12 de fevereiro de 2012

DISPARATES

Pois,
Vamos falar de disparates.
Falando deles, ninguém, ou melhor nenhum político de cidades com mais de 100.000 habitantes, capitais, estados e obviamente em Brasília ganha menos de 25000 reais por mês.
Se  número absurdo de vereadores, assessores, cargos de confiança resolvessem os problemas de cidades, estados e do próprio país, teríamos pelo metade deles na cadeia.
Falam as boas fadas que no senado para 81 senadores trabalham mais de 3000 agregados, imaginem nas câmaras e no judiciário.
Os aspones, gepones, prepones em geral ganham para não fazer nada.
Imaginemos aquele soldado da polícia militar, aquele bombeiro, aquele policial civil, ou aqueles praças, que vão para a linha de frente das batalhas, enquanto os bundas-moles escondem-se nos bunkers.
Alguns deles ganham 1500 reais para levar tiros de traficantes, por vezes com mais de 8 horas de trabalho, e se faltarem o serviço sem justificativa, vão presos.
Trabalham 48 semanas por ano, tiram 48 folgas anuais, isso quando não vendem suas férias para pagarem dívidas.
Imaginemos que há corrupção entre esses políticos de altos ganhos e fazem querelas sobre policiais corruptos, sem as mínimas condições de vida.
Nosso país é o país dos porcos, aos trabalhadores lavagem, sobras ou migalhas, somos pássaros engaiolados no sistema perverso.
Aqueles senadores, deputados e juízes que trabalham 3 dias por semana durante 9 meses, pouco fazem ou nada fazem pelo povo, gado marcado para a morte lenta nas filas dos postos de saúde e parcos hospitais.
Anistiamos bandidos, estupradores, assaltantes, torturadores, sequestradores, sindicalistas , grevistas, lhes pagamos polpudas aposentadorias, sem imposto de renda, e condenamos sem anistia homens valentes que desafiam o sistema.
A presidente anistiada falou que não se pode anistiar o motim, mas se pode anistiar o crime.
Esse é um imenso disparate no mar de lama moral e ético que vivemos.
bom dia

Um comentário:

  1. Parabéns pelo bog,estamos presisando de uma válvula de escape.
    chega de corrupção nesse país!

    ResponderExcluir