quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

SENTIMENTOS

Pois,
SENTIMENTO É UMA PALAVRA REFENTE AO QUE SENTIMOS COM NOSSOS SENTIDOS.
SENTIMENTOS são os nossos 5 sentidos.
A dor não é um sentimento é uma atividade sensorial do TATO transmitida ao cérebro em forma de uma hipersensibilidade localizada, a febre é uma rejeição sensorial que esta região hipersensibilizada está tentando ser curada por nossos anticorpos.
O sistema límbico do cérebro processa os sentidos e os transforma em emoções. Amor, ódio, aversão, felicidade, tristeza ou sofrimento entre tantos, não são sentimentos, são emoções produzidas pelos nosso sentidos. 
Uma pessoa que nasce cega, tem emoções diferentes daquela que fica cega.
Para delinear com certa habilidade estas informações, vejam a diferença entre sentir amor e estar em amor, invés de sentirmos saudades, na realidade estamos em saudades. O fato relevante é que os sentidos estão sempre em alerta, não sentimos o medo ficamos ou estamos com medo, é impossível ficar alheio aos sentidos, mas é possível haver troca do estado das emoções, assim o amor transforma-se em ódio, ou o medo em valentia.
Uma pessoa não é submissa, ela está submissa.
O fato de uma pessoa amar uma pessoa incondicionalmente mesmo sem ser correspondida não é um sentimento, é uma obsessão, pois ela pode deixar de amar se assim o quiser. Se não o faz, está doente.
Não sentimos o abandono, estamos em abandono, mas isso não quer dizer que não possamos encontrar outra companhia.
Certas emoções são criadas por nós, como o sofrimento.
Ora, dirão que o doente sofre, não é verdade, o doente tem aversão ao seu estado, a dor é um reflexo sensorial, que pode ser tratada com a medicina.
Estar feliz é estar de bem com seus sentidos, estar infeliz é transformar suas emoções em reações adversas a você mesmo.
Querer o mal torna qualquer um infeliz, querer o bem traz sempre felicidade.
Isso não nos impede de mandar alguém comer tomate crú.
bom dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário