domingo, 7 de maio de 2017

OS PORQUÊS...

Pois,
Certa vez, tripulando um voo de não sei onde, para o Rio de janeiro, a idade do crachá, já não me deixa lembrar de qual lugar partimos, mas isso não importa.
Era a época romântica da aviação, os comandantes abriam as portas da cabine de comando para os passageiros conhecerem e tirarem suas fotos.
Voos diurnos eram sempre assim.
Eis que entra um menino, de seus 14 anos, muito educado e inteligente.
Encostou-se ao meu lado e perguntou-me o que fazíamos quando um motor parasse de funcionar?
Sou um apaixonado pelos "boeings.
Nosso voo era num B-707.
Creio que não fizeram aeronave mais bonita, elegante.
Os aviões de hoje meras cópias distorcidas.
Expliquei ao garoto, que perder um motor no 707, era apenas uma emergência fácil, calculávamos um novo nível de voo mais inferior e recalculávamos o combustível para o destino.
Daí o garoto pergunta-me se perdêssemos o segundo.
Expliquei que faríamos o mesmo procedimento anterior, e que escolheríamos um aeroporto alternativo mais próximo para pouso com segurança.
Finalmente ele pergunta se perdêssemos o terceiro motor.
Eu respondi que era melhor rezar e apertar o botão foda-se.
Interessante é que as pessoas se interessam muito mais pelas fortuidades do que pelas belezas da tecnologia.
Por causa disso eu pergunto os porquês.
Não basta ler Sócrates e outros tantos filósofos, se vamos questionar.
Não importa porque Da Vinci desenhou um helicóptero, nem porque Julio verne imaginou um submarino.
Nem os porquês da lei gravitacional, a descoberta da eletricidade e do magnetismo.
Por causa delas evoluímos tecnologicamente.
O que realmente importa é que tudo isso nos leva ao aprendizado, à sabedoria e ao futuro.
O imbecil sempre quer saber porque.
Nunca se interessa pela causa e seus efeitos.
O porquê satisfaz sua ignorância.
Eles jamais questionam qual a causa e o efeito de um governo comunista, fascista, em cima do muro.
Governantes ditos centristas acabam mijando e cagando nos penicos do lado mais fraco.
Sejam de esquerda ou direita não importa, aqui nenhum porquê.
É poder que interessa.
Porque existir DEUS?
Serão as suas necessidades?
Se DEUS fez ou não o universo não importa.
O que realmente importa são os ensinamentos morais e éticos da vida, nunca as tradições.
Somos privilegiados em nosso ínfimo universo dentro da vastidão da natureza.
Somos nós responsáveis pela destruição da natureza criadora.
Hipocritamente eu pergunto porque usamos portas, muros e cercas eletrônicas?
Elas nos protegem dos desonestos, mas não nos protegem dos desastres naturais.
Muitos acham que o PODER está no dinheiro.
Enganam-se.
O poder está nos fieis seguidores, eles são os sustentáculos do PODER.
Porque necessitar de de religião e partidos políticos?
Em ambos os casos é atingir o poder.
São os pobres de espírito que sustentam essa lógica desonesta.
Eu desafio a lógica, e como Diógenes de Sinope sem lamparina, porque não há mais homens com virtude e honestos na política e nas religiões.
É melhor viver cercado por cães, do que por humanos cínicos.
Pouco me importa as palavras ditas pelos eruditos ou escrito antigos.
Importa como pensamos e como falamos e escrevemos, embora tudo que falamos, pensamos ou escrevemos, já teria sido pensado, dito e escrito no passado.
Se há realmente alguma coisa IMPORTANTE no itinerário da evolução humana é a HONESTIDADE.
Embora não pareça, minha homenagem aos 90 anos que teria a VARIG hoje 7 de maio de 2017, se vivêssemos num mundo de homens honestos.

   

Nenhum comentário:

Postar um comentário