sábado, 19 de fevereiro de 2011

CANDIDATO A PRESIDENTE

Pois,
não temos candidatos a presidentes sérios, honestos e que realmente queiram o bem dos brasileiros sem contamplar os "cu"mpanheiros.
Apesar de ser ateu, eu gosto de passagens bíblicas, e por óbvio existem aquelas que não aprecio.
Jesus Cristo em seu sermão da montanha disse:
Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Bem-aventurados
os que choram, porque eles serão consolados;
Bem-aventurados
os mansos, porque eles herdarão a terra;
Bem-aventurados
os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
Bem-aventurados
os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia;
Bem-aventurados
os limpos de coração, porque eles verão a Deus;
Bem-aventurados
os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus;
Bem-aventurados
os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

Eu diria, que pessoas pobres de espírito, mansas ou covardes, desmerecem as bem-aventuranças de Cristo.
Eu ainda chegaria ao ridículo que Jesus teria feito esse princípios de ética numa época em que poucos eram eruditos nas palavras.
Os pobres de espírito que Jesus cita em vãs palavras são
os pecadores, mas caberia vinte séculos depois essa analogia?
Fazendo analogias, creio que o reino dos céus poderia ser um país, como o nosso Brasil.
Onde realmente os pobres de espírito são bem aventurados, e os mansos e covardes escondem-se na desculpa do social.
Os famintos, aqueles que clamam justiças sociais, continuam clamando mas são mesiricordiosos e saciam a fome e a sede dos corruptos.
Os pacíficos perseguido pelas injustiças sociais, se omitem e gritam o nome de Barrabás.
Jesus Cristo fosse candidato a presidente do Brasil, seria novamente crucificado.
O sapo, o barbudo Barrabás governaria com sua escória de fariseus.
E Deus lavaria as mãos como Pilatos.
bom dia





Um comentário:

  1. Tens toda a razão. Acredito, inclusive, que há um erro de tradução nesta passagem bíblica. Jesus não teria feito estas afirmações!

    ResponderExcluir