sábado, 4 de outubro de 2014

O presidente é inofensivo

Pois,
Não basta escolher somente o presidente.

Isso a mídia vende para nós como solução e é apenas paliativos de uma doença mais crônica e profunda.
Nosso congresso não é equitativo, tem muita coletividade governamental e oposição de menos.
Eu voto na troca dessas fraldas sujas por outras novas.
E não pretendo convencer ninguém a escolher o meu candidato a presidente.
Convicções são egoístas.
Cada um sabe em que pé tem calos, e qual sapato aperta, e nesse ponto deixamos de lado nossas tendências niilistas.
Apenas lembrem-se que há um partido, que nunca concorre à presidência da república, gosta de manter-se à margem e nas sombras, e é sempre o fiel da balança nas decisões do plenário da câmara e do senado.
O PMDB.
Gostam de comer pelas beiradas, nos pequenos municípios, em algumas capitais e estados e nas maiorias das assembleias legislativas, onde ninguém presta atenções devidas.
Sejam coerentes e disciplinem mais a equalidade do congresso, fazendo-o mais coerente e menos pernicioso. Sejam inteligentes e diminuam os número de parlamentares do PT e do PMDB, salvemos nosso congresso apartando-o do executivo, para que tenhamos realmente 3 poderes distintos.
bom dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário