domingo, 15 de maio de 2011

PL122, Constituição e educação

Pois,
Assim se faz política e legisla-se no país:
-Criando-se leis para leis garantidas na carta magna.
Inconstitucional é uma palavra desconhecida aos nossos estudantes, visto que, a constituição não faz parte do currículo, e nossos politiqueiros esquecem-se que as minorias já tem suas garantias cosntitucionais.
Criar garantias aos ditos"homoafetivos" é discriminar àqueles que preferem a "heteroafetividade".
O direito da crítica é de qualquer um, a discriminação é um crime, e a PL122 é um ato de discriminação feito em pleno século XXI.
Estamos dando direitos à necrófilos, pedófilos e bígamos, de lutarem por direitos, rasgando textos constitucionais, criando lacunas morais e éticas, apenas pela garantia de uns poucos, tolhendo o direito de crítica de muitos.
Rasgaram os diplomas dos "jornalistas" e os jogaram nas latrinas, e dizem-se defensores da liberdade de imprensa.
Nossa imprensa falada, escrita e televisiva dorme abraçada com a mordaça velada que o governo lhes impõe.
Tudo porque a máquina pública sustenta toda a imprensa brasileira, e essa imprensa podre, nada pode publicar contra o governo e suas pústulas que gerencia essa corrupção toda.
"Watergate" aconteceu porque a imprensa nos Estados Unidos é livre e privada.
Eu so vejo dizer, só ouço falar que a educação é um direito, por vezes, um socilóide de esquerda proclama:
-Universidade para todos!!!!!!!!!
O que ninguém fala, ninguém escreve, ninguém pergunta é:
- E a aptidão, e a vontade de estudar, e o "background" dos educadores.
De que adianta formar universitários sem capacidade, e colocar na faculdade inaptos e inéptos.
Hoje formam-se advogados no Brasil que não conseguem passar no exame da OAB.
Trouxeram médicos de Cuba que não conseguem passar nos exames do conselho nacional de medicina.
Senhores deputados e senadores é isso que voces querem para o Brasil e nossos filhos?
Há pouco escrevi na comunidade sobre o fabuloso 13 de maio, dia da abolição da escravatura.
Já naquela época criva-se leis inócuas.
A primeira delas proibia o Brasil de comprar escravos dos navios negreiros, mas permitia comprar escravos que trabalhassem em navios de outros países escravagistas.
A segunda tornou todos os negros sexagenários livres, evitando assim que os "patrões escravagistas" sustentassem os doente, inválidos e velhos, tal e qual fazem os governos brasileiros atuais com seus aposentados.
A terceira chamada de ventre-livre, só tornava-os livres na maioridade, ou seja após os 21 anos, e durante esse período eram obrigados a trabalhar por comida e hospedagem.
A quarta, a fabulosa lei Áurea, tornou livres todos os escravos, nascidos no Brasil, à queles que havima sido comprados eram obrigados a pagar seus patrões escravagistas, os famosos "capitães de areia", bastam ler o romance.
Ninguém deve ser médico ou engenheiro sem aptidão, ninguém deveria ser político se corrupto.
Avacalhando-se a educação criamos mais desses monstros, universitários inaptos e políticos corruptos.
Marginalizando a infância dos celulares e vídeo-games, torna-os na juventude do FUNK e das drogas.
Procuramos valores éticos e morais, nos grandes homens desse país, mas eles não honram suas responsabilidades, prevaricam no medo e usam saias justas.
O PTismo está dividindo o Brasil, dividindo suas famílias, abraçando a negação dos direitos e rasgando a nossa constituição.
Onde estão os nossos juristas?
Apaziguados, apaniguados ou escondidos!!!!
Procura-se um SUPREMO TRIBUNAL JUSTO, pois a justiça, foi-se longínqua e deixou saudades.
bom dia