sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Um absurdo e um Imbecil


A boa novidade no Brasil é que essas maiorias elegeram um presidente oriundo da classe dominada, de quem não se esperava que transgredisse a lei da honestidade e da moralidade. E quando ele se viu obrigado a jogar o jogo da classe dominante para continuar no poder, houve uma grita a partir da classe média, sinceramente honesta, contra a corrupção e a fraude que esse mesmo presidente antes condenava. E os pobres, que sabem desde o nascimento que são expropriados de quase tudo, crêem, também sinceramente, que, já que são sempre roubados pelos dominantes, pelo menos darão o seu voto a quem reparte com eles alguma fatia desse roubo.”



Luís Fernando Veríssimo

Um comentário:

  1. Stenio..

    Esse escritorzinho medíocre, vive à sombra da fama do pai. A falta de personalidade é tanta que o demente, imitador barato de Woody Allen, brinca em seus escritos com o cotidiano e inclusive toca um instrumento musical em uma banda, tal e qual o comediante norte-americano.
    Gostaria de saber se o porco (de gordo)esquerdoide quer dividir a fortuna dele e a que o pai lhe legou com os menos afortunados....
    Socialismo é com a conta dos outros....
    A frase final sobre repartir A FATIA do roubo....MOSTRA O CARÁTER DE L. F. VERMERÍSSIMO.

    ResponderExcluir