sábado, 5 de dezembro de 2009

O Filho do.. de Deus

"Tem muitas diferenças entre a história real e o filme. A prisão, por exemplo. Eu fiquei preso com o Lula durante aqueles 31 dias. Não teve nada daquilo de todos no chão. Havia beliches."
(Djalma Bom, ex-sindicalista, amigo de Lula há quarenta anos, falando do filme sobre a vida do presidente)

"O retrato da inserção de Lula no universo sindical é uma baita de uma mentira que não tem cabimento."
(Paulo Vidal, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC de 1969 a 1975, também sobre o filme)


via Laguardia