quarta-feira, 29 de julho de 2009

A Doença do Lulismo: Parasitismo!


Define-se por parasitose, a relação entre dois seres vivos, onde um produz e é "sugado"(hospedeiro), e o outro não produz, vive da produção do hospedeiro(parasita).

Blá, blá, blá...


Bem, vamos pensar a fisiopatologia dessa doença.
Imagine que o governo populista atual, cria um "habitat propício" para que quem tem muito, suborne e mantenha o governo; os que trabalham e produzem e perdem quase metade de seus salários em tributos; e os que nada tem são alimentados do que sobrar da bolada administrada pelo parasita mór: o PT!

Ou seja, a grande maioria dessa população que vai se criando à partir destes "sub-nutrientes" que o parasita-mór libera para os parasitas-menores, ao invés de se libertar desta dependência, muito pelo contrário, aprendem a sobreviver com tão pouco, mas pelo menos não é preciso trabalhar. BINGO!!!! Associada a cultura popular local, a Lei de Gérson, pronto: Habitat propício! Instala-se o parasitismo lento e indolor no início, mas voraz quando visto com detalhes, ao longo do tempo. E estes parasitas-menores, lutam apenas para manter o parasita-mór no comando desta nada saudável relação.

Os sintomas cursam com baixa "força-tarbalho"(a pessoa vive fraca ou doente), nacessidades não habituais ao cotidiano pelo excesso de ócio, pensamentos mais lentos ou baixo intelecto(este sintoma mental, talvez o maior fator que mantém este parasitismo), tendência a viver em grupos ou tribos, onde tornam-se mais fortes para manter o parasitismo ao sistema.
E aí está instalado o ciclo vicioso ou "ciclo biológico" do parasitismo. E agora, com a reprodução extremamente acelerada desta espécie, temos mais de 30 milhões de infectados(ou infestados, ou encostados, ou beneficiários...), extremamente dependentes desta forma vil de corroer uma comunidade inteira!

Será que tem cura?????

Quem tem o remédio?????

Uma comunidade inteira, culturalizada entre a Lei do cão e a Lei de Gérson, tem condições de vencer esta dependência e conseguir andar com as próprias pernas??????


Como médico, sinceramente acho que a Medicina e as Relações Humanas vão ter que evoluir muito para vencer uma doença aparentemente simples(vovó dava licor de cacau e bem): o Parasitismo.



Um esboço de artigo meu para testar o "estômago" e a mente do leitor...
Postar um comentário