sexta-feira, 17 de julho de 2009

Hillary Clinton pede que Chavez não se intrometa em Honduras.


Segundo La Prensa, o encontro dos chanceleres Patrícia Spinoza(México), Hillary Clinton(EUA) e Lawrence Cannon(Canadá), em declaração conjunta, abortaram qualquer tipo de interferência externa ao ocorrido em Honduras.

Principalmente que Chavez se afaste.

"Apoiamos uma solução pacífica e negociada", declarou Hillary Clinton.

Em nenhum momento, os representantes dos três países condicionaram a solução à volta do deposto Zelaya ao poder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário