sábado, 12 de setembro de 2009

A TROCA

-Hoje não vou escrever de política vou, decifrar fatores econômicos simples e evidentes no mundo todo.
A mais antiga moeda do mundo é a "TROCA" ela é tão simples que não precisa de troco.
Alguém de sã consciência acredita que o PIB cubano seja de 6000 dólares "per cápita"?
Um país que reclama do bloqueio americano, e cresceu 5% ao ano durante 4 anos na década de 90. Em 2006 cresceu 12%, e em 2007 7,3% enquanto nosso imenso Brasil crescia, 1 ou 2 porcento.
No viés da história há algumas mentiras nisso.
Alguém acha realmente que IDH cubano é maior que o do Brasil?
Em 2008, Cuba sofreu com a devastação causada por três furacões.
Os danos totais foram de quase US$ 10 bilhões, 20 % do PIB. Seria necessário de três a seis anos para a economia recuperar-se, e mesmo assim o governo disse que o crescimento da economia em 2008 foi 4,3%. O IDH é um índice diretamente proporcional ao PIB per cápita do país.
Como pode um país cujos trabalhadores ganham no máximo entre 20 a 80 dólares por mês, proclamarem uma renda per cápita de 6000 dólares.
Ou alguns naquele país ganham muito, ou o PIB declarado é errôneo.
As organizações mundiais não conseguem acesso a metodologia de cálculo do PIB cubano, mas sabem que o governo soma os gastos com educação, saúde e esportes no superávit do PIB cubano.
Voltando ao assunto a "TROCA", eu acho que todo o estudante universitário brasileiro deveria pagar pela gratuidade de suas formações universitárias ao governo com serviços gratuitos.
Dou como exemplo os médicos, advogados, engenheiros, que deveriam doar pelo menos 5 anos de serviços obrigatórios ao governo após suas formações, com valores salariais decentes.
Qualquer profissional da área da saúde no Brasil é um mero diletante.
Eu afirmo que apesar de propagandas enganosas, no mundo todo.
O Brasil tem uma medicina pelo menos 20 anos à frente da cubana.
Meu vizinho gastou 30000 dólares em Cuba, com a falsa verdade da cura do vitiligo, obrigado a ficar hospedado na ilha por 90 dias, voltou para casa, mais doente, adquiriu diabetes, e continuou com vitiligo.
Pior, vai processar quem na ilha, pela falsa cura do vitiligo e por ter adquirido diabetes?
Não trocaria meus parcos recursos do SUS no Brasil por nenhum médico Cubano e nenhuma vacina produzida naquele país.
Opinião minha, e de meu vizinho.
Muitas coisas sobre a Ilha cubana são falácias, há também muitas verdades.
Creio que exista um motivo muito simples para que Fidelito não tenha entregado seus governo ao povo, o orgulho e a locupletação monetária dos membros do partido comunista, que viajam pela América latina, com diárias abastadas, usufruindo as benesses do mundo capitalista, fazendo propaganda do regime burlesco e mambembe de seu governo.
Afinal isso também é uma "TROCA".
Eu não trocaria minha dignidade, liberdade, ética e moral nesse sentido, faria como fazem os atletas cubanos, e os grandes heróis da travessia para Miami, se o país não lhes ama, deixem-no.
bom dia